A Unidade Curricular de “Gestão Estratégica de Pessoas” constitui uma abordagem integrada das áreas funcionais da área de Gestão de Pessoas e destas com os restantes subsistemas de Gestão. Como resulta da sua designação, adota um enfoque estratégico e a coerência/integração do sistema de Gestão de Pessoas deve ser avaliada segundo duas perspetivas: horizontal e vertical.

Na perspetiva horizontal, exige-se coerência e integração das diferentes políticas funcionais próprias da área de Gestão de Pessoas que não podem contradizer-se nos fins que visam e nos efeitos que produzem nos indivíduos e na estrutura social. Todas elas devem estar orientadas para se reforçarem mutuamente, com vista a conseguir o empenhamento dos indivíduos/grupos na vida da organização.

Na perspetiva vertical, a estratégia da gestão de pessoas deve ser coerente e devidamente integrada com a estratégia de negócio, constituindo um instrumento privilegiado para a implementação das estratégias económicas. Não obstante, o seu papel não se resume a ser um instrumento para a implementação das estratégias. É hoje amplamente reconhecido que os recursos humanos constituem um input fundamental para o processo de formulação da estratégia económica desde o seu início.

Os objetivos de aprendizagem visam transmitir a importância estratégica da gestão de pessoas nas empresas, através da relação que mantém com as outras áreas do negócio. Contribui para o desenvolvimento de competências que permitam:

  • Compreender a visão sistémica dos processos de gestão de pessoas;
  • Refletir e desenvolver pensamento estratégico sobre os processos de gestão de pessoas;
  • Colocar as pessoas no centro do sucesso de uma organização e tomar decisões de gestão de pessoas valorizando o contributo das pessoas para os objetivos organizacionais;
  • Articular com a área de gestão de pessoas para melhoria da performance da sua área de atuação;
  • Compreender a área de gestão de pessoas como elo de ligação e sustentabilidade da sua área.